Ving Tsun Kung Fu

Ving Tsun Kung FuVing Tsun Kung Fu ?

Porque devo aprender ?

Sua vida talvez seja, e deveria ser, a coisa mais importante para você!

Ela estando bem estruturada você poderá cuidar daqueles que você ama! Mas não apenas me refiro a proteger-se fisicamente e nem apenas proteger fisicamente quem você ama e sim agregar a isso a capacidade de proteção emocional e estratégica em todas as áreas de sua vida.

 

Ou seja, Tornar-se uma pessoa melhor! E eu sei que você deseja isso!

 

O Sistema Ving Tsun Kung Fu é um sistema chinês de inteligência estratégica, cuja elaboração é atribuída à Fundadora Yim Ving Tsun.

É integralizado por seis domínios – Siu Nim Tau, Cham Kiu, Biu Ji, Mui Fa Jong, Luk Dim Bun Gwan e Baat Jaam Do -, representados por listagens de dispositivos corporais de combate simbólico.

Alavanque suas atitudes em 4 pontos fundamentais:

Esses pontos chamamos no Sistema Ving Tsun de fatores de monitoramento que ensejam desafios que podem ser expressos com as seguintes indagações:

Atento as perguntas que irei lhe fazer?

Como fazer usos sucessivos das posições percebidas de alavancagem? (Vamos aprender a se posicionar)

Como identificar as condições favoráveis para que os vínculos propiciem a mobilização das pessoas, conduzindo-as para uma perspectiva transindividual? (Vamos estudar a distância entre você e seus desafios)

Como respeitar cada etapa do desenvolvimento de um processo, de modo a intervir o mínimo possível, e ser levado ao êxito graças à propensão das coisas? (Vamos estudar o seu Timing)

Como desenvolver um processo contínuo de identificar os recursos e obter o máximo de aproveitamento dos mesmos? ( Vamos estudar a energia envolvida nos processos)

 

Espero que faça algum sentido para você e se você precisa disso, siga em frente! Torne-se um Estudante Online (Semi-presencial)!

1. Sistema Chinês de Inteligência Estratégica

A inteligência estratégica é a habilidade de explorar o potencial de transformação de uma situação, atuando sobre as condicionantes de um efeito.

Sua sistematização, dentro do pensamento chinês, teve ligação direta com o funcionamento bipolar de união e interdependência.

Denominada Hai Tong, a concepção chinesa de sistema foi fruto da impossibilidade de modelar a evolução natural de uma tendência – já que ela é constantemente mutável -, fato que levou os chineses a inventariar a exploração das possibilidades de mudança, a fim de se apoiar no potencial de cada situação particular.

Esta concepção chinesa de sistema também é conhecida como “sistema de variação” e normalmente apresenta diferentes domínios representados por listagens de dispositivos e isso corroborou para o desenvolvimento do Ving Tsun Kung Fu.

A escolha chinesa de usar dispositivos corporais para a constituição de um sistema de inteligência estratégica parece óbvia, pois a experiência corporal é considerada a mais próxima, a mais íntima, a mais direta e aquela que se pode menos duvidar.

Para os chineses, nada é mais natural do que utilizar os movimentos do corpo humano no sentido de frustrar a atividade dicotômica do pensamento, que petrifica a fluidez de uma tendência e impede que se perceba os sinais ínfimos da transformação que está por vir.

Se esta visão sobre o dispositivo corporal é considerada típica do pensamento chinês, o mesmo não se pode dizer do combate simbólico, onde várias culturas aceitam sua imagem como a representação do caos, daquilo que não pode ser modelado.

2. Combate Simbólico

Contudo os chineses perceberam que o combate era uma experiência emblemática para compreender o funcionamento bipolar, possibilitando que pólos opostos se comuniquem entre si e se percebam um ao outro em situações de crise, mesmo quando o acesso à informação relevante é formalmente negado pelo adversário.

Por ser simbólico, é possível aprender como transformar o adversário na fonte principal de informação de um conflito.

Chamados de Jiu Sik, os dispositivos corporais de combate simbólico são considerados pelos chineses como os mais apropriados para promover uma experiência que estenda para a conduta aquilo que se tomou consciência.

Uma experiência significativa proporcionada pela ação de um Jiu Sik é identificada como uma “experiência marcial”.

Numa experiência marcial, o Jiu Sik possibilita que a tomada de consciência de si mesmo aflore através do outro, fenômeno conhecido como desenvolvimento humano.

Experimentada então ao vivo, esta relação derruba momentaneamente as barreiras que entorpecem a inteligência estratégica, ou seja, a percepção para explorar o potencial inscrito naquela situação específica.

Em suma, é o desenvolvimento humano que possibilita o desbloqueio da inteligência estratégica.

Quando este processo ocorre através da experiência marcial, dá-se o nome de “Inteligência Marcial”.

A Inteligência Marcial é proveniente de um fenômeno tipicamente chinês: a feminilização da guerra.

Tags: Escolas de Wing Chun em Niterói RJ   |  Escolas de Wing Chun no Rio de Janeiro   |   Academias de Wing Chun em Niterói RJ  |   Escolas de Kung Fu em Niterói RJ